Startup do Ano PMS2020

Regulamento - Portugal Mobi Summit 2020

Startup do Ano PMS2020

PREÂMBULO

A iniciativa Startup do Ano PMS2020 realiza-se no contexto do projeto Portugal Mobi Summit (PMS), cujo foco no presente ano de 2020 será a “Mobilidade num Mundo em Mudança”, e pretende debater e dinamizar o conhecimento e inovação relacionados com a mobilidade sustentável e todas as suas ramificações, fomentando desse modo o empreendedorismo e estimulando a criação de novos conceitos e soluções de mobilidade.

CAPÍTULO 1 – DISPOSIÇÕES GERAIS

Artigo 1º Objetivo

A iniciativa Startup do Ano PMS2020 visa promover a criação de novas soluções de mobilidade urbana sustentável, tendo em vista a valorização e transferência de conhecimento, a difusão da cultura científica e tecnológica e o apoio à inovação e ao desenvolvimento deste setor.

Artigo 2º Promotores

As entidades promotoras da iniciativa Startup do Ano PMS2020 são a Startup Portugal, com sede na Rua de Salazares, 842, 4100-442 Porto e o Global Media Group (GMG), com sede na Rua Tomás da Fonseca, Torre E, 3º, 1600-209 Lisboa, sendo esta última organizadora da iniciativa e titular da marca registada “Mobi Summit”.

CAPÍTULO 2 – ORGANIZAÇÃO

Artigo 3º Júri

O Júri da iniciativa será constituído por sete elementos efetivos sendo
1 Representante da Startup Portugal (Presidente do Júri)
1 Representante do Global Media Group
1 Representante da EDP
1 Representante da Brisa
1 Representante do CEiiA
1 Representante da Volkswagen
1 Representante da Câmara Municipal de Cascais
Cada entidade referida no número anterior deve também indicar um elemento suplente.
O Júri delibera com total independência e de forma soberana, por maioria dos votos dos seus membros, tendo o Presidente do Júri voto de qualidade.
1. O Júri poderá deliberar, por maioria, a não atribuição do Prémio, caso considere que as candidaturas admitidas não satisfazem os requisitos temáticos e/ou de qualidade pretendidos. O júri poderá ser assessorado por entidades/personalidades de reconhecida competência de acordo com as especificidades das candidaturas. Os membros do Júri não poderão votar no projeto candidato no qual tenham tido qualquer participação ou colaboração direta ou indireta.

Artigo 4º Destinatários

A iniciativa Startup do Ano PMS2020 pretende apoiar empreendedores que desenvolvam projetos com elevado potencial de crescimento, que apostem em produtos ou serviços inovadores que contribuam, direta ou indiretamente, para a dinamização da mobilidade sustentável. Os candidatos poderão ser pessoas coletivas constituídas há menos de dez anos, que estejam a desenvolver projetos que possam trazer benefícios para a mobilidade sustentável. Estão excluídas as pessoas pertencentes aos quadros das entidades promotoras e parceiros da iniciativa.

Artigo 5º Âmbito

Os projetos a apresentar podem corresponder a um novo produto ou serviço, ou uma nova aplicação de um produto ou serviço já existente. Não existe limitação no tema ou área de apresentação do projeto, sendo, no entanto, valorizados os que forem enquadrados nas seguintes áreas de atividade: Mobilidade elétrica, inteligente ou sustentável; Micro mobilidade; Mobility as a service (MaaS); Planeamento urbano; Veículos autónomos; Smart Cities, 5G e Internet of Things (IoT); Transição energética e digital; Desenvolvimento de ferramentas digitais de gestão logística.

Artigo 6º Formalização da Candidatura

A inscrição na iniciativa Startup do Ano PMS2020 é gratuita e a candidatura será formalizada através de formulário próprio disponível no site www.portugalms.com. Constituem o processo de candidatura: formulário de candidatura corretamente preenchido, curriculum vitae ou biografias dos candidatos e apresentação do projeto em formato vídeo, com duração não superior a 3 minutos. Caso os candidatos considerem conveniente, poderão ainda juntar elementos adicionais que melhor ilustrem/demonstrem a ideia. As propostas deverão ser subscritas por qualquer um dos candidatos, que assumirá toda a responsabilidade decorrente da participação. Caso o concorrente seja uma pessoa coletiva, a proposta será subscrita pelo seu representante legal. Ao apresentar candidatura à iniciativa Startup do Ano PMS2020 assumem o conhecimento e aceitação dos termos do presente Regulamento.

Artigo 7º Prazo de Candidatura

As candidaturas deverão ser submetidas até às 24:00 horas do dia 20 de setembro de 2020.

Artigo 8º Avaliação das Candidaturas

Os projetos serão avaliados pelo Júri referido no Artigo 3º. A análise dos projetos terá em conta os seguintes critérios de avaliação:
30% - Grau de inovação e enquadramento nas prioridades da iniciativa, referidas no Artigo 5º;
20% - Potencial da ideia, viabilidade técnica e económica;
20% - Potencial de mercado e internacionalização;
20% - Robustez da ideia a eventuais mudanças de contexto;
10% - Formação académica e profissional adequada ao desenvolvimento da ideia e complementaridade dos concorrentes e/ou futuros colaboradores Até 21 de setembro serão pré-selecionados os 10 melhores projetos, que serão objeto de promoção editorial através do programa “Minuto TSF - Startup do Ano PMS2020" (um conteúdo de até 1’30’’ dedicado a cada startup), emitido na referida estação de rádio e com conteúdo replicado no site da PMS2020. Os 10 melhores classificados terão ainda oportunidade de expor os seus projetos no PMS 2020, em área e em condições a definir pela organização do evento. Os 10 melhores classificados serão convidados a apresentar-se, em formato de elevator pitch (apresentações de, no máximo, 3 minutos), no palco do PMS 2020. As decisões do Júri serão tomadas por maioria de votos dos seus membros, devendo constar de ata assinada por todos os membros, não havendo lugar a qualquer tipo de reclamação ou recurso. O Júri reserva-se o direito de não atribuir os prémios previstos, caso considere que as candidaturas não satisfazem os critérios anunciados.

CAPÍTULO 3 - PRÉMIOS E OBRIGAÇÕES DOS CANDIDATOS

Artigo 9º Prémios

Ao vencedor da iniciativa Startup do Ano PMS2020 será atribuída uma bolsa monetária no valor global de 5000 Euros, atribuída pelo Global Media Group, destinada exclusivamente ao desenvolvimento desse projeto. Os vencedores deverão obrigatoriamente assinar um termo de aceitação contendo as condições de atribuição do prémio constantes do presente regulamento, assim como o plano de trabalho acordado e as condições de acompanhamento por parte das entidades promotoras. Os 5 melhores projetos receberão um bilhete individual para o WebSummit 2020, atribuídos pela Startup Portugal. O vencedor da iniciativa Startup do Ano PMS2020 será também convidado a integrar a EDP Starter Community, uma comunidade da qual fazem parte mais de 200 startups selecionadas pela EDP que têm acesso de forma exclusiva a iniciativas como conferências, talks, oportunidades de partilha, parcerias e outras oportunidades disponíveis no universo das startups da rede. A atribuição do Prémio ao vencedor será feita em cerimónia pública, a realizar no Portugal Mobi Summit, em Carcavelos, sendo-lhe dada a adequada publicidade pelos promotores da iniciativa Startup do Ano PMS2020.

Artigo 10º Responsabilidades dos Candidatos Premiados

O prémio atribuído ao 1º vencedor destina-se exclusivamente ao desenvolvimento e concretização do projeto, não podendo ser feita outra utilização sem autorização prévia da Organização. O vencedor da iniciativa Startup do Ano PMS2020 compromete-se, como condição de recebimento do prémio, a reportar semestralmente à Organização a evolução do projeto premiado, e/ou a fornecer informações sempre que solicitadas pela Organização. O vencedor da iniciativa Startup do Ano PMS2020 assume também a responsabilidade de divulgar o Prémio e a marca associada, em todas as comunicações efetuadas sobre o projeto premiado, informando antecipadamente a Organização dessas comunicações. Os premiados obrigam-se a comunicar quaisquer alterações relevantes ao projeto e fatores que condicionem a sua continuidade. Os premiados devem cumprir ainda as seguintes obrigações: Não prestar falsas informações; Não violar nenhum contrato ou direitos de terceiros, incluindo patentes e outros direitos de propriedade intelectual ou informação confidencial, no âmbito do projeto; Caso o vencedor da iniciativa Startup do Ano PMS2020 não cumpra com o exposto nos artigos acima ou falhe em provar a efetiva utilização do valor monetário atribuído para o bom desenvolvimento do projeto vencedor, deverá proceder à devolução da verba atribuída no prazo de 30 dias.

Capítulo 4 – DISPOSIÇÕES FINAIS

Artigo 11º – Confidencialidade

As entidades promotoras comprometem-se a manter a confidencialidade de toda a Documentação referente a todas as candidaturas submetidas e não vencedoras.

Artigo 12º - Alterações ao Regulamento

A organização reserva-se ao direito de, a todo o tempo, alterar qualquer cláusula do presente Regulamento, dando conhecimento dessas alterações nos meios em que o Regulamento esteja disponível.

Artigo 13º - Disposições finais

Casos omissos serão resolvidos pelo Presidente do Júri. Toda a informação oficial relativa à iniciativa Startup do Ano PMS2020 estará disponível em www.portugalms.com Para o esclarecimento de quaisquer dúvidas e questões adicionais, deverá ser utilizado o email startupdoanopms2020@globalmediagroup.pt A candidatura à iniciativa Startup do Ano PMS2020 implica a aceitação integral do presente Regulamento.